Existem apenas algumas pesquisas sobre a combinação de opioides e psicodélicos. No entanto, um estudo que mostra a interação entre psicodélicos e opioides demonstra que baixas doses de opioides reduzem os efeitos da psilocibina, LSD e DMT, enquanto doses mais altas podem ampliar seu impacto.

Se você está sofrendo de qualquer tipo de dor crônica, pode ser tentado a combinar psicodélicos e opioides. Teoricamente, isso pode aumentar os efeitos e a potência das drogas, aliviar a dor e também melhorar seu senso de bem-estar. No entanto, na prática, essa combinação pode causar mais danos do que benefícios.

Continue lendo para saber mais sobre as diferentes interações entre as duas drogas e entender como você pode usar ambas as substâncias com segurança para a dor crônica.

O Que São Opioides?

Opioides são uma ampla classe de drogas reconhecidas por suas propriedades analgésicas e de alívio da dor. Eles são principalmente prescritos para tratar dores moderadas a graves, especialmente aquelas que são resistentes a medicamentos de venda livre.

Dependendo de sua origem, eles podem ser sintéticos, semissintéticos ou naturais. Os opioides sintéticos são feitos pelo homem, os semissintéticos são derivados da planta do ópio, enquanto os semissintéticos são sintetizados a partir de opioides naturais, sendo a morfina um exemplo.

Exemplos de alguns opioides comumente usados são hidromorfona, oximorfona, tramadol, hidrocodona e oxycodona. Mesmo que os opioides sejam ótimos para reduzir tanto a dor aguda quanto a crônica, é importante observar que eles são altamente viciantes, especialmente após o uso prolongado ou a ingestão de doses superiores às prescritas.

Se você conhece alguém que está lutando contra a dependência de opioides, a melhor coisa a fazer é procurar ajuda profissional. Além disso, parar abruptamente de tomar opioides pode causar recaída, overdose e até mesmo a morte.

O Que São Psicodélicos?

Psicodélicos também são conhecidos como alucinógenos e são drogas psicoativas que alteram a maneira como as pessoas experimentam e percebem a realidade. Além de alterar os sentidos, essas substâncias também influenciam a energia, cognição, humor e muito mais. Estudos também mostram que algumas dessas substâncias têm o potencial de desencadear alucinações auditivas e visuais.

Alguns dos psicodélicos mais comuns são a dimetiltriptamina (DMT), Salvia divinorum, MDMA, mescalina, psilocibina e LSD. Psicodélicos como a mescalina e a psilocibina ocorrem naturalmente em fungos e plantas, enquanto psicodélicos como o LSD são sintetizados em laboratório.

Os psicodélicos são usados para diferentes fins. Por exemplo, algumas culturas têm usado essas substâncias para fins espirituais e religiosos por muitos anos. Também existem muitos relatos sobre o uso dessas substâncias para autoexploração, recreação e outros fins semelhantes. Hoje, há um interesse crescente no uso dessas substâncias para fins terapêuticos, incluindo o tratamento da dor crônica.

Interações Entre Psicodélicos e Opioides

O principal fator que influencia a interação entre psicodélicos e opioides é a dose e o tipo de psicodélicos consumidos. Um estudo sobre as interações entre ambas as substâncias mostrou que baixas doses de opioides podem reduzir os efeitos do LSD e do DMT, enquanto doses grandes aumentam seus efeitos. No entanto, é importante observar que este estudo foi realizado em ratos e, portanto, permanece incerto o efeito da combinação em seres humanos. O que é certo é que misturar as duas substâncias é perigoso e deve ser evitado.

Riscos e Perigos da Combinação

O principal risco ao usar a combinação para a dor crônica é o potencial de overdose. Isso é potencialmente fatal e pode causar danos cerebrais, coma ou até mesmo a morte. Outros sinais e sintomas incluem vômitos, batimentos cardíacos lentos, pupilas contraídas, pele pálida e com tonalidade alterada, perda de consciência, dificuldade para respirar e confusão. Outra coisa a se observar sobre a combinação é o potencial de suprimir o sistema nervoso central e o sistema respiratório.

Como Usar Opioides para a Dor Crônica

Para reduzir o risco de overdose e dependência, aqui estão algumas diretrizes a seguir:

  • Tome opioides apenas conforme prescrito pelo seu médico ou profissional de saúde.
  • Não use opioides se forem prescritos por outra pessoa.
  • Mantenha os opioides fora do alcance de animais de estimação e crianças, e armazene-os com segurança.
  • Não aumente a dose sem consultar seu médico.
  • Informe seu médico sobre os efeitos colaterais que você experimenta ao tomar os medicamentos.
  • Evite misturar opioides com drogas e álcool que possam causar interações desagradáveis.
  • Informe seu médico sobre outras substâncias que você está tomando antes de combiná-las com opioides.

Conclusão

Esperamos ter esclarecido quaisquer dúvidas que você possa ter sobre a combinação de psicodélicos e opioides neste artigo. Em última análise, se o seu médico prescrever opioides para a dor crônica, não os combine com outras substâncias a menos que seu médico aprove. Como mencionado anteriormente, os opioides podem interagir com diferentes substâncias, incluindo psicodélicos e tranquilizantes. A combinação dessas substâncias também pode causar uma série de problemas, incluindo a morte.